Não queremos turistas!

  • Pôr do sol na Usina do Gasômetro, antes da reforma.

Isso pode não ser verdade. Mas é o que demonstramos Brasil a fora.

Eu estava no nordeste e conversei com uma pessoa que ama viajar. Me contou que veio visitar Porto Alegre e demonstrou um “desapontamento” com o que encontrou aqui.

Isso foi tipo um soco no meu estômago. Gosto tanto da cidade, queria que a pessoa se sentisse bem. E me fez pensar sobre o turismo na nossa cidade (afinal, já é minha de coração).

Mas me dei conta que em Porto Alegre existe sim um sentimento meio estranho. Já ouvi pessoas dizendo: “Mas o turista vai fazer o quê aqui?”; ou então: “Turista vai é pra serra”.

Uma pena, temos uma capital tão bonita. Mal explorada e que não se preocupa em receber bem o turista.

Talvez os jogos da Copa do Mundo tenham dado uma nova visão sobre turismo em Porto Alegre. Mesmo assim, ainda não provocou uma mudança no comportamento (que é de todos, moradores, empresários e gestores).

Eu digo isso porque quando viajo pra outros lugares, percebo como as pessoas se preocupam com quem recebem, valorizam até mesmo coisas muito simples da cidade e tem orgulho de tudo que tem a oferecer.

E com relação às ofertas, não ficamos nem um pouco atrás. Acho que até superamos alguns lugares que já visitei.

Temos o (rio ou lago, nunca definiremos) Guaíba. Tá certo que a orla está passando por uma baita reforma e que o projeto é lindo. Mas é preciso pensar em atrativos. Que tal um passeio de barco no pôr do sol?!

Esquece os que já existem. Precisamos desenvolver uma ideia e se voltar pra ela. Depois se oferece outros passeios.

É preciso trabalhar com marketing!

O pôr do sol mais bonito do mundo já temos aqui!

Vamos mostrar que assistir essa beleza da natureza em um barco no meio do Guaíba, é uma experiência que a pessoa precisa ter. Oferecemos um serviço de qualidade e quem sabe até uma apresentação de um dos nossos excelentes violeiros ou gaiteiros?!

Tô viajando e imaginando o que eu pagaria pra ver se viesse de novo pela primeira vez em Porto Alegre.

Sem falar que temos o teatro São Pedro, a fundação Iberê Camargo, a casa de cultura Mário Quintana, o parque da Redenção, o mercado público e por aí vai.

Mas o mais importante, as pessoas que vem de longe querem consumir cultura e experiências!

O turista sai de casa pra saber como são os costumes gaúchos e comer muito bem, como ele vê nas poucas propagandas do nosso estado.

A capital é o local que ele imagina que vai ter tudo isso. Só que não tem!

Pra começar nos falta uma estrutura voltada pra quem vem de fora.

A cidade é mal sinalizada. Se largar um turista em qualquer ponto, ele não vai saber pra onde ir.

Não há um centro de tradições aberto pra demonstrar os costumes gaúchos. Se o coitado do turista quiser, vai ter que procurar um no Google, ligar pra ver se tá aberto e se o patrão vai aceitar receber.

Pensa, se é você viajando vai querer passar por isso?

Claro que não!

Se existe um disponível, não é divulgado. Eu nunca ouvi falar.

Uma experiência leva a outra. E turismo gera empregos e renda.

Precisamos começar a ver Porto Alegre como uma cidade turística. Vamos aprender com a serra que faz isso muito bem. E aproveitar essa gente toda que passa por aqui para ir a Gramado.

O Natal Luz de Gramado já começou. Muitos turistas vão passar pelo aeroporto Salgado Filho em Porto Alegre e provavelmente vão voltar direto pra casa. Uma pena!

rio guaiba

Essa foto do Guaíba foi feita em 2013 com um smartphone.

centro de Porto Alegre

Centro de Porto Alegre

Guaíba, zona sul da capital.

Guaíba, zona sul da capital.

Pôr do sol no Guaíba

Pôr do sol no Guaíba

Cais do porto Mauá

Cais do porto Mauá

Pôr do sol na Usina do Gasômetro, antes da reforma.

Pôr do sol na Usina do Gasômetro, antes da reforma.

5 Comentários

  • Ronaldo 16 de novembro de 2016 (12:35)

    Teu texto é pertinente. Dá aos portoalegrenses o que pensar. Particulamente, não gosto de fazer turismo em grandes centros urbanos, mas isso já é uma “excentricidade” minha, pra usar outra palavra: esquisitice!

  • Well 19 de novembro de 2016 (08:23)

    Que belo texto Camila, sou do Rio Grande também, mas de um que fica a 4200km dai. Sou apaixonado por essa terra linda de vcs e adoraria aproveita-la da maneira que vc retratou.

    • Camila Martins
      Camila Martins 23 de novembro de 2016 (11:49)

      Eu sei!!!! Espero que tenhamos tudo isso e muito mais nas próximas visitas! 😉

  • Mabel 21 de novembro de 2016 (21:43)

    Verdade nossa capital é linda, poderia oferecer algo mais aos turistas!

    • Camila Martins
      Camila Martins 23 de novembro de 2016 (11:47)

      Isso aí!!!